alguém que lhe beije as feridas

(Porque me contaram, de forma lírica, que Cuddy beijou a perna danificada de House)

maquiagem riscada
sobre a pele
também roupa cobre
lingerie sobre
a pele
protege
carne
oculta
músculos, órgãos, ossos, sangue,
casca sobre alma
memórias soterradas.

da vivência do espírito,
dos pensamentos da mente,
do sentimento que os antecede,
mais atrás
se esconde
ferida.

tudo perfura
gesto leve
beijo.

pousa
lábios sobre
olhos secos.

atravessa
camadas
beija
feridas
que ninguém assiste
purgar.

2 comentários em “alguém que lhe beije as feridas

    1. Nem tanto se considerarmos que a cena, inserida no contexto, talvez seja mais significativa do que meu poema. É uma cena linda, em que Cuddy, cuidando de House, toca sua perna cuja musculatura está gravemente degenerada. Ele se sente exposto, incomodado e ela beija sua perna, depois sua boca, aceitando suas imperfeições físicas e psicológicas. Assim me contaram, depois eu a assisti. Para quem acompanhava a série e a trajetória dos dois até ali, foi um momento muito marcante. Para quem possui “feridas”, difícil não se identificar. Mas o poema não fala da cena em si, apenas nasceu a partir dela.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s