fantasia

Todas as noites, Clara imaginava deitar a cabeça sobre o peito de Alberto enquanto repassava o dia em sua mente.  Conversavam.  Ela tinha que adivinhar-lhe as respostas, por vezes alegres, noutras noites tristes. Sorria com as piadas que ele não conheceria fora da fantasia da mulher que, uma vez por semana, escrevia-lhe um longo email […]

passageiro

O mundo ficará quando eu partir.   Para onde vou não sei se me lembrarei do que vivi naquele parque, aqui.   Para onde vou talvez nem leve registros – se tudo acaba, se vai o que sinto, não sei.   Sobra apenas incontestável verdade: o mundo permanecerá.   Mudança após mudança, se reinventará.   […]

quando já não é mais hora

De nada adiantou sentar-se diante dela, diminuindo lugares no sofá da sala pouco iluminada pelo abajur antigo.  Nem incumbí-la da fácil tarefa de arranjar-lhe um pano de chão para apagar as pegadas molhadas, originadas na chuva que caía na rua.  Frustrava-se a tentativa de reeditar a intimidade que há pouco ainda tinham, enxugando os pés, […]