traição

Diziam que o marido a tinha trocado por outra. E que, coitada, quando descobrisse, ela pensaria que pior do que fracassar era ser abandonada por uma dessas jovens de peitinho durinho. Iria, de certo, apontar a outra na rua, chamando-a de periguete, interesseira, feiticeira. Ou espalhar por aí que o marido entrara na crise da […]

em tempos de FB

Liguei o computador e vi que ela modificou a foto do perfil. O cabelo arrumado, o sorriso sincero, o fundo azul sugerindo que ela se move em cenários de paz e tem a vida colorida. E porque sorria na foto, pensei que estava feliz. Não adivinhei, contudo, que, no instante seguinte ao flash, ela desmanchou […]

imersa

Saltou do ônibus dois pontos antes de chegar em casa porque queria ver, de perto, o mar. Cansou-se de ficar presa no trânsito em direção ao previsível roteiro, somente como espectadora do movimento das ondas. Então desceu, tirou a sandália e caminhou até a arrebentação, deixando a água tocar a barra de sua calça. Queria […]

maquiagem

É nas primeiras horas da manhã que seu equilíbrio mais se arrisca. Saída do banho, os olhos ainda inchados de sono, a mulher passa um algodão umedecido em loção no rosto e obriga-se a despertar para os detalhes da fisionomia, antes de desenhar a maquiagem sobre a pele. Neste momento, observa sua imagem refletida no espelho […]

Carnaval

Percebi que o Carnaval tinha começado quando o bloco me alcançou na porta da empresa. E, na saída do trabalho, deixei passar aquela gente entusiasmada atrás da batucada. Parei sob uma marquise, um pouco irritado por estar na contramão do movimento. Cercado por piratas e super-heróis, um ritmista de expressão fechada me chamou a atenção. […]

do que lembramos, afinal

“A vida não é o que se viveu, mas sim o que se lembra, e como se lembra de contar isso.” (Gabriel García Márquez) Voltando do trabalho e olhando, desantenada, as imagens que passavam em velocidade pela janela do ônibus, revelou-se a singela verdade: não eram os grandes gestos nem as maiores provas de amor […]

beijo

Vivera presa a garantias. Mas, nessa noite, a ternura era urgente. A vida se desmontara e suas expectativas apontavam para o exílio após a dura semana que enfrentou. Portanto, permitiu a aproximação, mesmo desconhecendo os movimentos seguintes. Como não havia outro lugar em que quisesse estar, não havia angústia. Seu lugar era ali, àquela hora, […]