o altar

Terminado o cortejo, correram até a porta da igreja, fugidos da chuva forte que encharcara-lhes as roupas. Refugiaram-se no hall da nave. Contrariada por ter que desviar-se do caminho de casa, onde encontraria a pausa necessária após o exaustivo dia de pêsames, Elisa se separou do grupo formado pelos que se abrigaram ali. Caminhou em […]

insônia

Passara um ano sem dormir direito. Um ano. Rolando na cama, aconchegada entre os travesseiros que, no meio da noite, sufocavam-na. Dizendo aos amigos que as enormes olheiras disfarçadas sob a maquiagem eram da rotina apressada ou, talvez, de uma pequena anemia – comia mal porque o trabalho lhe exigia. Passara-se um ano e todos […]

do amor que se perde sem virar carinho

A gente não percebe o amor que se perde aos poucos sem virar carinho (Nando Reis) Parecia-lhe um desperdício entregar a outro a ternura que reservara para ele.  Por isso, esperou mais uns dias pelo telefonema prometido ou por um SMS, alternativamente.  Mas nada se alterou. Até saírem, antes, observara-o de perto.  Analisou se o interesse […]

passageiro

O mundo ficará quando eu partir.   Para onde vou não sei se me lembrarei do que vivi naquele parque, aqui.   Para onde vou talvez nem leve registros – se tudo acaba, se vai o que sinto, não sei.   Sobra apenas incontestável verdade: o mundo permanecerá.   Mudança após mudança, se reinventará.   […]